Por Favor aguarde...
Ambiente
Imprimir    

Protocolo de Quioto

O Protocolo de Quioto foi um acordo assinado, na sequência das Conferências sobre as alterações atmosféricas, que começaram em Toronto, Canada, em 1988 e terminaram em Quioto, em 1997.

Na sequência dos trabalhos que foram desenvolvidos nesse período, o Protocolo de Quioto foi adoptado a 11 de Dezembro de 1997, em Quioto.

O que é?
O protocolo de Quioto é o culminar de um conjunto de regras respeitantes ao controlo das emissões de gases com efeito de estufa, por parte dos países. Estes gases são considerados como a principal causa do aquecimento global.

Que gases?


Quem assinou?
- O Japão e a Comunidade Europeia assinaram o Protocolo a 29 de Abril de 1998.
- Os Estados Unidos da América, o segundo maior emissor de gases causadores do efeito estufa do planeta, na altura, sob a presidência de G. W. Bush, não ratificaram o protocolo.

Como se vão reduzir as emissões?
O Protocolo estimula os países signatários a cooperarem entre si, de modo a cumprir as metas, através de medidas como:



Se o Protocolo de Quioto fosse cumprido, estima-se que devesse reduzir a temperatura global entre 1,4ºC e 5,8ºC até 2100.
No entanto, alguns países não foram capazes de respeitar os limites e as medidas preconizadas, na altura, parecem já não serem suficientes para travar as alterações climáticas.


O protocolo de Quioto expira em 2012, e já há o compromisso da ONU e de alguns governos para delinearem um novo acordo, ou uma emenda no Protocolo de Quioto, que estabeleceria novas metas a serem cumpridas após 2012.


Espera-se agora que a Conferência de Copenhaga seja o momento em que este acordo será estabelecido.


 

 

Fechar